A época das cerejas

Estou, como todo mundo que pode fazer home office, trancado em casa. Curiosamente, trabalhando muito mais, lendo o triplo e cozinhando.

Eu já falei muito neste assunto, quem me lê faz tempos desculpe, repetirei a explicação para a diferença entre hedonismo e epicurismo. O hedonista procura os prazeres a qualquer preço, o epicurista não, está consciente das desgraças do mundo, mas consegue encaixar num cantinho um pequeno gosto, uma alegria, o famoso Jardim de Epicuro.

É este o nosso momento, de construção deste espaço de felicidade dentro da tragédia que atravessamos. A querida Nina Horta me falava, nos períodos em que eu estava duro feito pedra, que não desanimasse, que pelo menos comprasse “um chicletes de sabor exótico”, algo que desse uma cor ao dia. Guardei sempre este ensinamento, uma coisa pequena pode dar enorme alegria quando está escura a travessia. Piquenique no tapete da sala, um vinho melhor, uma tinta nova na caneta, aquela latinha trazida da viagem para abrir num dia especial.

Estou fazendo uma lista de vinhos para este período, vinhos que se pode beber gelados, com qualquer comida ou sanduíche, e que são deliciosos de tomar aos golões, vinhos de ampla generosidade.

O título desta Hortaletter é o nome de um destes vinhos, que por sua vez é o nome de uma linda canção francesa “Le Temps des Cerises” , que ficou famosa na voz de Yves Montand (fácil de achar no youtube ou spotify).

Para mim ela marcou um momento como o atual, este ar de chumbo, um peso estranho em tudo que se faz, como se algo muito terrível fosse ainda acontecer. Falo dos dias dos atentados do Bataclan, que passei por sorte (sim, foi um aprendizado importante de cicatrizes) em Paris. Na verdade, tinha alugado um apartamento a 900 metros do Bataclan e vivi aquilo com a intensidade que se imagina.

Na homenagem às vítimas, o coral do exército francês cantou justamente “Le Temps des Cerises”, na cerimônia da Place de la République. A música é melancólica, tem consciência da fugacidade das alegrias, do curto período das cerejeiras floridas e  frutificadas; tudo é metafórico e não quero ficar explicando uma música, quero falar do vinho.

IMG_20200323_105203

Ele é um Chinon, denominação do Loire, puro Cabernet Franc, fresco, frutado e matador de sede. Os taninos são delicados, o que se destaca é a fruta e sua acidez que faz salivar; poéticamente até diria que lembra cerejas quando estão mais saborosas, com o equílibrio de fruta madura com algo por amadurecer.

Cabernet Franc é uma casta deliciosa (já foi comum no Brasil, e quase sumiu. Está ensaiando uma volta) justamente por não permitir vinhos gordos, pesados, enjoativos e cheios de carvalho.

Não é vinho banal, mas alegria engarrafada, com boas nuances de juventude (é 2018, para ser bebido agora, sem madeira alguma, o estilo de vinho que eu peço sepre que posso num bistrot parisiense).

Com frango assado fica ótimo, com pernil assado, com um bife de contra-filé acebolado (acho que estou com fome).

Domanie de La Noblaie: Le Temps des cerises 2018, Chinon

Importado e vendido por Edega (edega.com.br), R$214

Lembro de quando morei em Berlim, uma cidade que devia ser triste e não é, que em abril, ainda gelado, ainda com um pouco de neve em alguns dias, a cerejeira perto da Wassertum floriu de repente.

Era o anúncio da primavera.

Queria ilustrar este post com meus carimbos novos, de cerejeiras em flor, mas a tinta vermelha não chegou ainda, então usei as que tinha, laranja e negra.

E acrescento um pedacinho da letra da música:

“Quand nous en serons au temps des cerises

Et gai rossignol et merle moqueur

Seront tous en fête

Les belles auront la folie en tête

Et les amoureux du soleil au cur

Quand nous chanterons le temps des cerises

Sifflera bien mieux le merle moqueur

Mais il est bien court le temps des cerises…”

IMG_20200323_105138

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s